ENSINO CTSA APLICADO À ATIVIDADES EXTRACLASSE

Camila de Oliveira Borges, Ana Paula Aparecida Borges, Dayane Graciele Santos, Eloah da Paixão Marciano, Lya Christina da Costa Brito, Glauce Michelle Bezerra Carneiro, Simara Maria Tavares Nunes

Resumo


A abordagem de Ensino Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA) está vinculada à educação científica e ambiental do cidadão. Hoje a escola tem como princípio básico formar cidadãos para atuar na sociedade, permitindo que os alunos associem a sua compreensão pessoal do mundo científico com o mundo construído pelo homem na forma de tecnologia e o seu dia-a-dia. É nesse contexto que surge a necessidade e importância de se trabalhar com metodologias diferenciadas de ensino na escola. Neste trabalho relatamos a utilização de tais metodologias diferenciadas desenvolvidas através de atividades extraclasse realizadas em uma escola pública da cidade de Catalão-GO, desenvolvidas por bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação àDocência (PIBID). Tais atividades propiciaram uma maior participação e interesse dos alunos nas atividades, proporcionaram aos alunos a oportunidade de construírem seus conhecimentos e o desenvolvimento de seu espírito crítico, característica esta indispensável ao cidadão. Assim, esse relato busca enfatizar a importância de se aplicar atividades e metodologias diferenciadas no âmbito escolar, aproximando esta da sociedade na qual o aluno está inserido.

Palavras-chave


Ensino CTSA; Atividades Extraclasse; Meio Ambiente; Formação de Cidadãos

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação, 1999.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GOUVEIA, R. C. Possibilidades Pedagógicas da Física no Meio Ambiente. São Paulo: Revista Iluminart, vol.1, 2009.

SANTOS, W. L. P. O ensino de química para formar o cidadão:

principais características e condições para sua implantação na escola secundária brasileira. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, 1992.

SCHNETZLER, R. P. O tratamento do conhecimento químico em livros didáticos brasileiros para o ensino secundário de

Química de 1875 a 1978: análise do capítulo de reações químicas. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, 1980.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.