SÍNDROME DE BURNOUT EM DOCENTES DO ENSINO PÚBLICO

Juliana Aparecida Ribeiro Soares, Marli Gonçalves dos Santos, Marília Guimarães Pinheiro

Resumo


A Síndrome de Burnout se caracteriza pelo esgotamento físico e mental do trabalhador, com repercussão para seu desempenho no trabalho e sua vida pessoal. A síndrome é definida como uma resposta, prolongada no tempo, ao estresse crônico no trabalho. É composta por três dimensões chave: exaustão emocional, despersonalização e redução da realização pessoal. Há inúmeras pesquisas que verificam a significativa incidência da síndrome no trabalho docente. O presente estudo investiga a Síndrome de Burnout e sua relação com os professores da rede pública estadual da cidade de Sertãozinho-SP, trata-se de uma pesquisa exploratória que investiga incidência local. Avalia-se os resultados de uma pesquisa quantitativa com emprego do Inventário de Burnout, traduzido e adaptado para a língua portuguesa, aplicado em todas as escolas do ensino médio público da cidade. A pesquisa totalizou 95 questionários respondidos por professores das nove escolas estaduais de ensino médio público de Sertãozinho-SP. Os resultados mostraram que fatores como idade, sexo e tempo de profissão não influenciam a ocorrência da síndrome de burnout e que há significativa incidência dos fatores desencadeadores da síndrome neste contexto.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.