Os relatos sobre os primeiros anos de Sertãozinho-SP e os desafios lançados à pesquisa histórica.

Jefferson Ferreira Nascimento

Resumo


Este artigo visa a analisar o processo de ocupação do território de Sertãozinho-SP, concentrando as análises no período 1870-1930. Esta análise objetiva resgatar a formação urbana e da economia local, levando em consideração as conjunturas política e econômica do Brasil. O artigo ressalta o processo de ocupação da área e as características dessa ocupação, que contribuíram para o processo de industrialização da cidade, apontando para a importância de reconhecer essas transformações como parte de um contexto mais amplo de mudanças que ocorreram no país. Apesar de se concentrar em uma atividade descritiva, este artigo aponta para a necessidade de pesquisas históricas que promovam uma reflexão crítica sobre o processo de colonização do “sertão desconhecido”. Afinal, as fontes acessadas e os livros de resgate da memória local centram suas atenções para o papel do imigrante europeu e dos donos das fazendas de café, ocultando o papel do negro, dos trabalhadores não proprietários e o destino dos povos indígenas, após a colonização de Sertãozinho. 


Palavras-chave


Sertãozinho-SP; Oeste Novo; Imigração; Cafeicultura; Economia Canavieira.

Texto completo:

PDF

Referências


Artigos

KURY, L.: 'Viajantes-naturalistas no Brasil oitocentista: experiência, relato e imagem'. História, Ciências, Saúde — Manguinhos, vol. VIII (suplemento), 863-80, 2001

Livros

AZEVEDO, Célia M. M. de. Onda Negra, Medo Branco: O negro no imaginário das elites no século XIX. São Paulo: Annablume, 2004.

CANO, Wilson. Raízes da Concentração Industrial em São Paulo. 2.º ed. – São Paulo: T. A. Queiroz Editor, 1983.

DEAN, Warren. A Industrialização de São Paulo. São Paulo: Difel, 1971.

FURTADO, Celso. Formação Econômica do Brasil. São Paulo: Nacional. 1985

HASSE, Geraldo. Filhos do Fogo – Memória Industrial de Sertãozinho. São Paulo: Ed. Céu e Terra, 1996.

______. Maurílio Biagi – O Semeador do Sertão. São Paulo: Ed. Céu e Terra, 2003.

MARTINS, Juvenal (org.). Almanaque de 1905 do município de Sertãozinho. São Paulo: Casa Editora, 1905. Reeditado por Agora Gráfica e Editora, 2004.

MARTINS, Roberto Vasconcelos. Pontal Histórico: história para pontalenses - nossa terra nossa gente. São Paulo: Impressora Latina, 1987.

MELLO, João M.C. O Capitalismo Tardio. 8.º Edição. São Paulo: Editora Brasiliense, 1991.

PRADO JR., Caio. História Econômica do Brasil. 15.º Edição. São Paulo: Editora Brasiliense, 1972.

SANTOS, Adriano P. A usinagem do capital e o desmonte do trabalho: reestruturação produtiva nos anos 1990, o caso da Zanini S/A de Sertãozinho-SP. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

SARTI, Sônia M. (org.). Sertãozinho: energia, fé e trabalho. Ilustrações Janaína Daniele Gomes Ferreira. 1.º ed. – São Paulo: Noovha América, 2007.

SILVA, Sérgio. Expansão Cafeeira e Origens da Indústria no Brasil. 7.º Edição. São Paulo: Editora Alfa-Ômega, 1986.

Parte da monografia em meio eletrônico

MUSEU DA COMPANHIA PAULISTA. Histórico. Museu da Companhia Paulista. Disponível em: http://museudacompanhiapaulista.jundiai.sp.gov.br/historico/. Acesso em 18 fev. 2016.

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOTICABAL. Conheça Jaboticabal. Publicado em 25 maio 2016. Disponível em http://www.jaboticabal.sp.gov.br/2010/index.php/conteudo/visualizar/jaboticabal. Acesso em 17 de fev. 2016.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERTÃOZINHO. História. Disponível em http://www.sertaozinho.sp.gov.br/conteudo/historia-do-municipio#.VsaSTfkrLDc. Acesso em 19 de fev. 2016.

QUARTIER, Sidnei. Era uma vez a fazenda de Dumont, o Rei do Café. Jornal A Cidade. Publicado em; 01 jan. 2015. Disponível em: http://www.jornalacidade.com.br/noticias/noticias_internaNOT.aspx?idnoticia=1021997. Acesso em 19 jan. 2016.

TORNATORE, Nicole. A terra onde Alberto Santos Dumont sonhou com o avião. Revista Cafeicultura. Ano 101. Número 247. Publicado em 22 out. 2006. Disponível em: http://www.revistacafeicultura.com.br/index.php?tipo=ler&mat=7671. Acesso em 18 fev. 2016.

Teses

SAMPAIO, Mateus de A. P. “Aceleração do tempo e encurtamento das distâncias – o histórico papel das técnicas no processo de interiorização e modernização da canavicultura paulista: XVI a XXI”. 2010. 199 f. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, Universidade de São Paulo, São Paulo.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.