A RAIVA EM AS MULHERES DE TIJUCOPAPO: EM BUSCA DE IDENTIDADE

Serafina Ferreira Machado

Resumo


O objetivo deste artigo é estudar As mulheres deTijucopapo, de Marilene Felinto, tentando visualizarcomo a narradora busca (re) construir a identidadefraturada pela dor. Para isso, ela volta a terra de suamãe, um percurso marcado pela raiva e pela revolta. A raiva , assim, surge como elemento que protege e reconstrói a integridade do “self”.

Palavras-chave


Identidade; Raiva; Percurso

Texto completo:

PDF

Referências


CAMUS, Albert. O homem revoltado. Tradução de Valerie Rumjanek, 5ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.

CHAUÍ, M. “Prefácio”, in FELINTO M. As mulheres de Tijucopapo. São Paulo: Ed.34, 2ºed.,1992.

COELHO, N.N. Dicionário crítico de escritores brasileiros. São Paulo: Escrituras, 2002.

FELINTO, Marilene. As mulheres de Tijucopapo. 3ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

FISCHER, Kathleen. Transforming fire: Women using anger creatively. New Jersey: Paulist Press, 1999.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP & A editora, 2002. JACQUES, Maria da Graça. Identidade. In: Psicologia Social Contemporânea: livro-texto. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

LIMA , Herman. Evolução do conto. In: Coutinho, Afrânio (dir.) & Coutinho, Eduardo (co-dir.). A literatura no Brasil. Vol 6, 3ª ed. Ver. E aum. Rio de Janeiro: José Olympio; Niterói: ed. As UFF, 1986, p. 45-63.

LOWEN, Alexander. Alegria: A entrega ao corpo e à vida. Tradução de Maria Silva Mourão Netto. São Paulo: Summus, 1997.

TODOROV, Tzvetan. O homem desenraizado. Rio de Janeiro: Record, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.