A Pesquisa Ação Participante (PAP) na construção da Rede Social de Coleta de óleo de fritura para a produção de biodiesel num processo de Gestão Ambiental em Jaboticabal/SP.

Altamiro xavier de Souza, Araci Molnar Alonso, Antonio Sergio da Silva

Resumo


O biodiesel é um biocombustível, que entre outras matérias-primas disponíveis no Brasil, pode ter sua fonte no óleo residual de processos alimentícios. A sociedade, apesar de aos poucos ampliar sua consciência ecológica, enfrenta muitas dificuldades em estabelecer a coleta seletiva desse resíduo, quer seja pela falta de políticas públicas quer seja pela falta de logística adequada que atinja pequenos produtores – comércio, indústria e residências e mesmo falta de estímulo para manutenção dessa Gestão Ambiental. Este problema pode ser solucionado por meio da participação de agentes do Terceiro Setor ao se organizarem como ecopontos, a fim de receberem as pequenas quantidades de resíduos recolhidos pela população, incentivada e orientada por um trabalho de Educação Ambiental específico e desenvolvido para fortalecer o envolvimento das pessoas. O objetivo desse trabalho foi verificar a eficiência da Pesquisa Ação Participante (PAP) no processo de formação e consolidação da rede de coleta junto à comunidade local. Os membros da ONG Amor Solidário – situada e atuante na periferia de Jaboticabal – participaram de um curso de Educação Ambiental – promovido no âmbito do Coletivo Educador de São Carlos, Araraquara, Jaboticabal e Região (CESCAR), que teve como foco a produção de biodiesel a partir do resíduo mais comum que é o óleo de cozinha, após ser usado em frituras. Em nove meses de interação educativa, crítica e emancipatória, realizaram-se sete encontros em 2007 e outros doze em 2008 – além de três atividades de divulgação na cidade de Jaboticabal. A ONG Amor Solidário recolheu 1.600 litros de óleo residual, consolidou sua atuação junto à comunidade de seu entorno, divulgou e difundiu seu trabalho social na cidade de Jaboticabal e ampliou o conceito de meio ambiente em seus membros. A Rede Social de Coleta, com o alicerce da Educação Ambiental, direcionada para a formação de lideranças comunitárias, apresentou uma base sólida para a construção de um modelo de Biodiesel Social Urbano que pode ser reaplicado em qualquer região do Brasil, respeitadas as diversidades locais.

Palavras-chave


Educação Ambiental; Pesquisa Ação Participante; Rede Social de Coleta; Óleo de Fritura; Biodiesel; Coletivos Educadores; Jaboticabal

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. 18ª Edição. São Paulo: Editora Brasiliense, 1981.

COSTA LIMA, Gustavo Ferreira da. Questão ambiental e educação: contribuições para o debate. Ambiente & Sociedade,

NEPAM/ UNICAMP, Campinas, ano II, nº 5, 135 a 153, 1999.

DEMO, Pedro. Pesquisa Participante: Usos e Abusos. In: TOZONI-REIS, M.F.C. (Org.). A pesquisa- ação – participativa em Educação Ambiental: reflexões teóricas. São Paulo: Annablume, 2007. p. 57 a 81.

TOZONI-REIS, José Roberto. Ação coletiva na produção dos conhecimentos: compreendendo o processo grupal. In: TOZONI-REIS, M.F.C. (Org.). A pesquisa-ação-participativa em Educação Ambiental: reflexões teóricas. São Paulo: Annablume, 2007. p. 83 a 119.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. A pesquisa – ação- participativa e a Educação Ambiental: uma parceria construída pela identificação teórica e metodológica. In: TOZONI-REIS, M.F.C. (Org.). A pesquisa-ação-participativa em Educação Ambiental: reflexões teóricas. São Paulo: Annablume, 2007. p.121 a 161.

VIEZZER, Moema Libera. Pesquisa – Ação- Participante (PAP): Origens e avanços. In: FERRARO JÚNIOR, Luiz Antonio (Coord.). Encontros e Caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, Diretoria de Educação Ambiental, 2005. p. 279 a 294.

Bibliografia Complementar

FERREIRA, Leila da Costa. Sustentabilidade: Uma abordagem histórica. In: FERRARO JÚNIOR, Luiz Antonio (Coord.). Encontros e Caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, Diretoria de Educação Ambiental, 2005.

FREIRE, Paulo. Conscientização. Teoria e Prática da Libertação: Uma Introdução ao Pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

______. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

______. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

LOGAREZZI, Amadeu. Educação Ambiental em resíduo: uma proposta de terminologia. In: CINQUETTI, H.C.S.; LOGAREZZI, A. (Orgs.). Consumo e resíduo: fundamentos para o trabalho educativo. São Carlos: EdUFSCar, 2006.

SACHS, Ignacy. Rumo à ecossocioeconomia: teoria e prática do desenvolvimento. VIEIRA, Paulo Freire (Org.). São Paulo: Cortez, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.