PROPOSTA E APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DE APRENDIZAGEM POR PROJETOS COMO AÇÃO MOTIVADORA EM UM CURSO TECNOLÓGICO

Whisner Fraga Mamede, Arlete Francisco de Oliveira Fogaça, Fernando Pereira dos Santos, Luis Gustavo Teodoro da Silva, Marcel Henrique Militão Dib, Mariana Carla Magalhães, Samuel Guilherme da Silva Scarim

Resumo


O objetivo desse estudo foi o envolvimento e concepção de um programa computacional capaz de dimensionar um par de engrenagens de dentes helicoidais. No decorrer do projeto foi granjeada a prática do trabalho em grupo, e disseminado o método da aprendizagem por projeto, que busca a evolução do pensamento crítico na relação aluno/professor, e permutação dos conhecimentos por eles adquiridos. Analisaram-se os problemas que surgiram com a aplicação desse método de aprendizagem, que afetam o desenvolvimento do trabalho, bem como sua solução. Para a concretização do projeto e a publicação do artigo foi necessário o aprendizado da linguagem de programação Visual Basic 6.0 (VB), na qual foi desenvolvido todo o projeto. A investigação de livros e artigos, abordando assuntos como programação em VB, aprendizagem e ensino por projeto, foi essencial para a compreensão dos aspectos teóricos/humanísticos do trabalho, implicando na realização do mesmo.

Palavras-chave


prendizagem; ensino; projeto; dimensionamento; engrenagem; helicoidais; programação

Texto completo:

PDF

Referências


BALLAMINUT, L. C. Microsoft Visual Basic 6. 2006. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2009.

FAGUNDES, L. C. Aprendizes do Futuro: as inovações começaram! Brasília: PROINFO/SEED/MEC, 1999 apud Helenita Leal Habkost, Aprendizagem por projeto: reflexão sobre a prática na escola, UFRS, 2007.

FAGUNDES, L. C. Co-Autoras Luciane Sayuri Sato/ Débora Laurino Maçada, Aprendizes do futuro: as inovações começaram!, Projeto? O Que É? E Como Se Faz? Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2009.

FREIRE, P. Educação com prática da liberdade. 11º edição, Ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1980.

FREIRE, P.; BETTO, F. Essa escola chamada vida. Depoimento ao repórter Ricardo Kotscho. 5º Edição, Ed. Ática, 1987.

GONZÁLES, L.A.G. Um modelo conceitual para a aprendizagem colaborativa baseada na execução de projetos pela web. 2005. 170 f. Tese (Doutorado). Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. São Paulo.

GODOY, C. S. A. Fundamentos do Trabalho Pedagógico. Ed.Alínea, 2009.

HERNANDEZ, F.; Ventura M. A organização do currículo por projetos de trabalho. Tradução : Jussara H. Rodrigues 5º edição, Porto Alegre: ArtMed,1998.

JUVINALL, R. C.; MARSHEK, K. M. Fundamentals of machine component design. 4th Edition, New York, John Wiley & Sons, 2006.

KILPATRICK, W. H.; Educação para uma civilização em mudança Tradução Profª Noemy S. Rudolfer, 14º edição, Edições melhoramentos.

MELCONIAN, S. Elementos de máquinas. 9ª edição, São Paulo: Érica, 2008.

NORTON, R. L. Machine design, an integrated approach. 2nd Edition, New Jersey, Prentice-Hall, 2000.

PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens: entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed 1999.

ROMANO, E.P. O trabalho com projetos e os Direitos humanos: um espaço para refletir e vivenciar valores. Campinas: Escola Comunitária de Campinas, 2004.

SHIGLEY, J. E. Mechanical engineering eesign. First metric edition, New York, McGraw-Hill, 1986.

SILVA, M. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2009.

VENTURA, P. C. S.; Por uma pedagogia de projetos: uma síntese introdutória. Educ. Tecnol., Belo Horizonte, v. 7, n. 1, p. 36 – 41, jan./jun. 2002.

VIEIRA, J. A. Aprendizagem por projetos na educação superior: posições, tendências e possibilidades. Travessias ed.04, 2008.

WILLIAMS, D.; BEARD J. & RYMER J. “Team projects: achieving their full potential”. Journal of Marketing Education, 13 (Summer), 45-53, 1991.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.