ASPECTOS DO FANTÁSTICO N’ O BARÃO, DE BRANQUINHO DA FONSECA

Isabelle Regina de Amorim Mesquita

Resumo


A partir dos conceitos teóricos sobre literatura fantástica, este artigo analisa a novela "O Barão", escrita por Branquinho da Fonseca (1905-1974). O autor português constrói sua obra com os mesmos elementos do gênero fantástico como a noite, o vinho, a loucura, o sonho, etc, no entanto, a narrativa é umaparódia desta categoria literária, promovendo uma nova interpretação para o gênero.

Palavras-chave


Branquinho da Fonseca; literatura fantástica; paródia

Texto completo:

PDF

Referências


COELHO, N. N. “O Barão e a dimensão mítica da realidade portuguesa”. In: BRANQUINHO DA FONSECA, A. J. da. O Barão. São Paulo: Verbo, 1973, p. 105-82.

SOUSA, M. L. M. O horror na literatura portuguesa. Amadora: Oficinas gráficas da livraria Bertrand, 1979.

TODOROV, T. A narrativa fantástica. In:

___. As estruturas narrativas. Trad. Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Perspectiva, 1970.

______. O discurso fantástico. Literatura e fantástico. In: ___. Introdução à literatura fantástica. Trad. M. C. C. Castelo. São Paulo: Perspectiva, 1975.

BESSIÈRE, I. L’experience imaginaire des limites de la raison. In: ___. Le récit fantastique – la poétique de l’incertain. Paris: Larousse, 1974.

PAES, J. P. As dimensões do fantástico. In:

___. Gregos e baianos: ensaios. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BRANQUINHO DA FONSECA, A. J. O Barão. São Paulo: Verbo, 1973.

HUTCHEON, L. Uma teoria da paródia: ensinamentos das formas de arte do século XX. Rio de Janeiro: Edições 70, 1989.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.